• Proteja o ambiente. Imprima apenas a informação necessária.

Zurich desafia a Habit Analytics a transformar a relação com os clientes

19 de dezembro de 2018

  • Iniciativa recebeu 450 candidaturas de 49 países, oito delas de startups portuguesas
  • Habit Analytics quer promover hábitos e estilos de vida mais seguros, saudáveis e sustentáveis
  • No início de 2019 a fase mundial vai identificar as três startups que receberão os prémios ouro, prata e bronze

A insurtech Habit Analytics é a portuguesa startup vencedora da fase nacional do Zurich Innovation World Championship, competição que está a decorrer em 21 países para promover o empreendedorismo e a disrupção no setor dos seguros. A Habit Analytics é uma startup de data analytics que utiliza IoT (Internet of Things) devices juntamente com inteligência artificial para identificar perfis de comportamento dos clientes, de forma a promover hábitos e estilos de vida mais seguros, saudáveis e sustentáveis.

A qualidade das candidaturas que recebemos foi reveladora do que de melhor se faz em inovação. É esta abordagem prospetiva e de vanguarda das insurtech que vai moldar a forma como as seguradoras e os clientes vão interagir no futuro. O projeto Zurich Innovation World Championship vai contribuir não só para percebermos melhor a mutação do setor segurador e da gestão de risco, como vai também dar-nos diretrizes sobre as ações a implementar a curto prazo na relação com os clientes”, afirma António Bico, CEO da Zurich Portugal.

Depois de uma primeira fase de avaliação nacional, realizada pela Zurich Portugal, a Habit Analytics vai agora disputar a fase regional da EMEA (Europa, Médio Oriente e África) e, se voltar a vencer, disputará a fase mundial. Nesta última fase, a realizar no início de 2019, serão identificadas as três startups que vencerão os prémios ouro, prata e bronze e que receberão os recursos humanos e financeiros necessários para implementarem projetos piloto junto dos clientes da Zurich nos seus países.

No total, o Zurich Innovation World Championship recebeu 450 candidaturas e as áreas a concurso são: casas e edifícios inteligentes, planeamento financeiro, mobilidade, saúde digital e áreas de caráter mais local ou cultural, que a organização designou de wild card. A Zurich Portugal selecionou a área casas e edifícios inteligentes, tendo recebido candidaturas de oito startups.