Estudos1 media image

Estudos Zurich

Pequenas e Médias Empresas - Riscos e Oportunidades (4ª edição - 2016)

A 4ª edição do estudo Zurich PME indica que uma em cada três pequenas e médias empresas portuguesas considera como principal risco para o seu negócio a falta de procura ou excesso de stock. O elevado nível de concorrência ou o dumping com impacto nas margens são a segunda maior preocupação apontada pelos empresários portugueses. Ao nível das ameaças, uma em cada três PME não vê o cibercrime como uma ameaça nem dá grande importância às alterações climáticas.


Pequenas e Médias Empresas - Riscos e Oportunidades (3ª edição - 2015)

De acordo com a 3ª edição do estudo Zurich PME: Riscos e Oportunidades, nos últimos três anos duplicou o número de pequenas e médias empresas ávidas por condições de crédito atrativas. O estudo realizado em 15 países revela que as empresas nacionais aumentaram a necessidade de recorrer ao crédito bancário para desenvolvimento do seu negócio. A aposta em novos segmentos de clientes é considerada como a grande oportunidade de negócio a explorar.

Pequenas e Médias Empresas - Riscos e Oportunidades (2ª edição - 2014)

Na 2ª edição do estudo Zurich PME, os dados relativos a Portugal indicam que a redução de custos e despesas para fazer frente à crise mantém-se no topo das prioridades para as empresas nacionais. Denota-se também um aumento da redução do número de colaboradores, tendo 17% das empresas sido alvo de despedimentos no último ano. A aposta em novos nichos de mercado continua a ser apontada como a principal oportunidade de negócio. A exploração de novos segmentos de clientes continua a ser a maior oportunidade, sendo que a exportação tem um peso pequeno neste quadro, com apenas 13% das PME portuguesas a apostar em mercados estrangeiros. As catástrofes naturais e a imprevisibilidade meteorológica estão entre os riscos que mais preocupam as empresas portuguesas.

Pequenas e Médias Empresas - Riscos e Oportunidades (1ª edição - 2013)

O estudo pretende compreender qual a visão dos quadros administrativos de PME's de 12 países, incluindo Portugal, relativamente às oportunidades do mercado e do seu setor e aos principais riscos para o seu negócio. A contratação ou redução de colaboradores e o aumento salarial são alguns dos pontos em análise.

Emigração: motivos e destinos de eleição (2013)

O estudo pretende compreender como é vista hoje em dia a emigração. Foram inquiridas mais de sete mil pessoas oriundas de 12 países, incluindo Portugal. A crise económica teve um impacto nas atitudes perante a emigração já que 57% dos portugueses entre os 15 e os 24 anos admite emigrar ou já emigrou em busca de emprego e melhor nível de vida.

Como estamos a lidar com a crise económica? (2013)

Como é que os cidadãos de sete países europeus (Suíça, Itália, Portugal, Alemanha, Áustria, Rússia e Espanha) veem a crise económica e como se estão a adaptar à nova situação, sobretudo ao nível da preparação para o futuro? A reforma é um dos pontos centrais deste estudo que revela, entre outras conclusões, que 80% dos portugueses quer poupar para a reforma mas cerca de um terço não tem orçamento suficiente para o fazer.